24 de abr de 2009

QUEM É QUEM (AUTOR - ATEU CURIOSO)

...
Teísta é catequese
Não muda de opinião
Ateu desenvolve a tese
Pra chegar à conclusão
...
Teísta é miolo duro
Vive a lenda sem ter prova
Ateu é bem mais puro
Na ciência se renova
...
Teísta é contaminado
Com o terror do imaginário
Ateu é despojado
O mistério é seu itinerário

4 comentários:

  1. Já deu pra ver que é mais um que, ao estudar ciência, entrou em conflito com sua psique, o que o levou a não acreditar em um ser superior. Porém, vamos considerar Darwin e sua teoria do evolucionismo. O que seria capaz de fazer uma bactéria (ou melhor, se formos "crer" na teoria de Oparin: um aminoácido) evoluir tanto a ponto de criar um ser humano que enxerga, e com estes olhos está lendo este comentário agora? O que levaria, então, um aminoácido evoluir e ter um olho?

    Ou ainda... sabemos atualmente que qualquer matéria é formada por átomos. Então, fomos profundos: chegamos no átomo... nossa que descoberta. Mas e aí, tem como ir mais profundo... quem ou o que criou o átomo? Insolúvel para ciência. Ai que entra o ser superior: Deus.

    ResponderExcluir
  2. Acontece, e é fato isto, que este teu deus simplesmente foi criado pelo próprio ser humano como forma de tentar entender os mistérios da natureza, se você é cristão deve saber que há religiões muito mais antigas do que o culto judaico-cristão, a religião hindu por exemplo cuja bíblia tem mais de 10.000 anos de existência nesta época nem se ouvia falar de jeová e muito menos de jesus, a religião cristã está em voga como uma novidade, informe-se e você verá que o islamismo é a religião que mais cresce no mundo hoje, o modismo do cristiano irá cair, o tal cristo na sua própria bíblia prometeu que voltaria e que muitos de seus interlocutores na época veriam a sua volta, o que não ocorreu até hoje, e nem ocorrerá, eu já fui evangélico e muito bitolado, ainda bem que hoje graças a ter sido esclarecido não me iludo mais com fantasias de um paraíso que nunca virá, prefiro acreditar em algo concreto, não quero ser mais um simples explorado pelas religiões, se o mundo não tivesse as mentes brilhantes dos cientistas, queria ver como os religiosos iriam se virar para desenvolver as tecnologias necessárias para que tivéssemos todo o conforto que a ciência nos proporciona, acho até hipocrisia falarem mal da ciência, se não gostam porque usufruem do trabalho dos cientistas? Voltem para a idade média, não usem mais remédio pois "jesus cura", a religião é só uma forma de controle, o "fiel" tem que obedecer cegamente a um esperto que escreveu aquelas palavras da bíblia, esta mesma tem diferentes versões devido às traduções feitas. O protestante usa "deus" como fonte de renda, se você estudar um pouco verá que existiram papas ateus.

    Marcelo Amaral

    ResponderExcluir
  3. Marcelo,

    Respeito a sua posição. Mas isso vai de cada um, a fé é um dom. Mas eu sinto Deus e o vejo através de suas obras. Talvez sua explicação científica para isso seja de que a capacidade da mente humana vai além do que se imagina e consegue "criar" uma certa fé na existência de Deus. Mas eu, pelo contrário, acredito que essa fé é divina. E nem todos as grandes mentes não acreditavam em Deus. Albert Einsten, quando mais estudava o universo, mais acreditava na existencia de Deus. E olha só onde ele chegou. Quando se fala em gênio hoje, qual é o primeiro homem que vem à mente das pessoas? O próprio Einsten. Li também em uma revista que Louis Pasteur, quem derrubou a teoria da abiogênese, acreditava em Deus. Tudo bem, o Islamismo pode ser a religião que mais cresce no mundo. Mas acho que se você lesse um livro de uma escritora norueguesa chamado O LIVREIRO DE CABUL verá que, a crença em Alá é muito diferente da que nós, Ocidentais, temos em Deus. Eu acho que uma mulher não merece morrer ou ser espancada porque foi vista passeando com um homem no parque (tem esse fato no livro). Desculpa colocar comentários no seu blog dialogando sobre a sua decisão, é que (talvez pense o mesmo) não consigo acreditar cm uma pessoa pode não acreditar em Deus. Passe bem Marcelo. Até mais.

    ResponderExcluir
  4. Certo, você vê deus, eu não, o meu cérebro não se prende à ilusões criadas pela mente humana, Albert Einstein não acreditava em deuses, mas também não me importa se ele acreditava ou deixava de acreditar, esse argumento que você tenta impor é conhecido por apelo à autoridade, para mim o maior físico nunca foi Einsten e sim Newton, e este acreditava em deus, mas isso era problema dele, não vou acreditar só porque sicrano ou beltrano acreditavam, isso seria manter uma tradição, quanto à questão da violência,o próprio jesus no NT disse que não veio trazer paz à terra e sim a espada, eu também não consigo imaginar como uma pessoa pode acreditar em algo que nunca viu, acreditar só porque lhe foi ensinado desde pequeno não tem fundamento.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.